sábado, 21 de maio de 2016

Spaghetti Aglio Olio con Broccoli e Olive Nere - Cartas e Férias na Praia





Eu acho que o ano era 1977 e eu tinha 14 anos... nossa, isso foi no século passado! Mas o que eu posso fazer, atravessei os séculos, acho tão emocionante lembrar da queima de fogos que foi passar de um século para outro... e era verão, férias de janeiro, e estávamos na praia, eu e minha mãe. Meu pai não estava de férias, mas esteve conosco nos finais de semana daquelas férias.

Nas refeições, minha mãe fazia pastas incríveis, pois ela dizia serem mais fáceis, de forma que, a refeição era resolvida rapidamente. Muito próximo do apartamento que ficávamos, havia uma quitanda, com verduras e frutas, era quase um mercadinho, com coisinhas de urgência para turistas, tais como, sal, açúcar, leite, detergente, etc. E lá minha mãe comprava as verdurinhas para compor as nossas refeições, pois a pasta tinha que ser, além de fácil, saudável.

Meu pai, nem tanto querendo fugir da cozinha e nem tanto preocupado com delícias saudáveis, gostava de preparar um peixe seco e defumado, perfeitamente delicioso, muito bem azeitado, com anéis de cebola e salsinha, para comer com pão italiano e uma cerveja impecavelmente gelada, daquelas com veuzinho branco na garrafa, que só se pode pegar pelo gargalo, caso contrário, o líquido instantaneamente congela.

O tal peixe tão desejado, é o arenque. Eu amo arenque, um dos meus aperitivos prediletos e acho mesmo saudável. Claro que aprendi a preparar arenques na versão aperitivo com meu pai, é só clicar na imagem para ver a receita:

Salada de Arenque - Delicioso Peixe Salgado e Defumado

Uma manhã, toda plena de sol, eu e minha mãe chegamos a praia, acomodamos as esteiras, cadeiras e guarda-sol, este último, com a ajuda de um rapaz, que se prontificou a nos ajudar a enterrar o tubo do guarda-sol na areia, de forma bem firme. O tal rapaz era um dos filhos de uma família que estava, também na praia, bem pertinho de nós duas. Fizemos amizade, logo a mãe do rapaz veio conhecer a minha mãe e assim, passamos o dia todo, com boa conversa e muita simpatia. Conhecemos também a filha, com a mesma idade que a minha, Ana Maria. Ficamos amigas de férias, aproveitando todos os dias de praia e marcávamos o encontro sempre no mesmo local. Ana Maria era uma garota alegre, simpática, os cabelos eram belos, castanhos e encaracolados. Era alta para a idade, magra e com porte elegante.

No final da tarde, depois da praia, já arrumadas para um passeio na orla, também encontrávamos Ana Maria e a sua família. Depois de muito caminhar, as mães procuravam bancos para sentar, descansar e continuar a conversa, com os filhos por perto. Foram férias tranquilas, aproveitamos muito e um dia antes de voltarmos para casa, despedimo-nos de Ana Maria e sua família, com muitos abraços e sorrisos, agradecidas pela boa amizade.

Eu e Ana Maria trocamos endereços e fizemos a promessa de continuar a nossa amizade, escrevendo cartas. A família de Ana Maria não morava na cidade de São Paulo, viviam do interior do estado, em Itu - cidade famosa por tudo ser de tamanho exagerado.

Estive em Itu em novembro de 2012, mas não encontrei Ana Maria, nada mais sei sobre esta amiga. Vejam na foto, eu estou embaixo de um orelhão gigante. Os orelhões servem para proteger os telefones públicos, mas penso que estão sendo extintos, por conta dos celulares ou telemóveis. 


Combinamos, eu e Ana Maria, que eu escreveria a primeira carta, já que estaria voltando para casa primeiro. E assim fomos trocando cartas, conversas, histórias, até que o tempo passou e crescemos. Já com outra idade e outros interesses, esquecemos de escrever cartas, novas amizades sugiram e outros rumos foram tomados. A última notícia que tive de Ana Maria, foi sobre o seu noivado, com um rapaz também de Itu.

Entretanto, Ana Maria foi uma das pessoas que fez parte da minha 'Lenda Pessoal', em uma época que receber cartas era um evento na vida, pois havia uma emoção chamada surpresa. As surpresas servem para nos encantar, puro alimento para a vida, especialmente, aquelas imantadas com alegria, amizade, saudade, amor, paixão, segredos, etc ...

Gosto de como 'Paulo Coelho' escreve sobre 'Lenda Pessoal' no seu livro 'O Alquimista': "A lenda pessoal é aquilo que você sempre desejou fazer. Todas as pessoas, no começo da juventude, sabem qual é sua lenda pessoal.
Nesta altura da vida, tudo é claro, tudo é possível, e não temos medo de sonhar e de desejar tudo aquilo que gostaríamos de fazer. Entretanto, à medida em que o tempo vai passando, uma misteriosa força começa a tentar provar que é impossível realizar a Lenda Pessoal.
Esta força que parece ruim, na verdade está ensinando a você como realizar sua Lenda Pessoal.
Está preparando seu espírito e sua vontade, porque existe uma grande verdade neste planeta: seja você quem for, quando quer com vontade alguma coisa, é porque este desejo nasceu na alma do Universo. É sua missão na Terra."


... as cartas não eram como os e-mails, que estamos acostumados a receber todos os dias e que temos acesso a qualquer momento. Não sabíamos quando receberíamos uma carta, nem o dia certo, mas sabíamos esperar por uma carta. Este esperar era pura emoção, repleto de encanto e motivação.

O que eu mais gostava e jamais posso me esquecer, não era o momento em que eu pegava a carta na caixa do correio, no portão da minha casa ...
 
...eram os instantes antes de abrir a carta... podem me entender? Naqueles instantes, o coração batia acelerado! É como o beijo, que é tão desejado, mas nada comparado ao instante antes do beijo, aquele em que os olhos vão direto para a boca a ser beijada. Claro, que beijar é maravilhoso, mas não é do beijo que eu falo e nem da carta recebida e lida, é da emoção que começa em instantes prévios - que antecede ao principal. Aqueles instantes ínfimos em que o tempo pára, que parecem mais um vórtex no tempo - encontro ente o tempo e o espaço, talvez um portal. Depois somos puxados pelo velho e bom tempo, que volta a correr, e então o beijo é beijado e os olhos são fechados, a carta é lida e o coração já entra em tempo de bater no compasso da normalidade... normalidades geralmente acabam por ser chatas, quando comparadas ao bater acelerado de um coração. - Foto by Facebook - Clique aqui!

Lembram do costume de secar flores dentro de um livro, para depois arrumar entre as folhas das cartas, já dobradas, então meter em um envelope e presentar o destinatário/a? Eu sequei muitas flores nos livros, algumas até foram marcadores de páginas, por tempos e tempos. As vezes, algumas folhas dos livros, ficavam manchadas pela umidade das flores... pena que na minha lenda pessoal, este hábito de secar flores entre as folhas dos livros, acabou-se perdido...

Foto by 'lindatoigo'

Outro dia eu fiz uma pasta, um espaguete bem parecido ao que a minha mãe fez naquelas férias, no século passado ahahaha... e que fez tantas outras vezes e tempos, da minha lenda pessoal. As memórias vivas me levaram ao instante em que fomos, juntas, ao mercadinho ao lado do apartamento da praia, comprar brócolis frescos. As mesmas memórias, de tão vivas, me levaram também até ao tio da minha mãe, Rutílio era o seu nome. Ele era o proprietário do apartamento da praia e, gentilmente, oferecia a hospedagem para as sobrinhas queridas. 


250 gramas de espaguete de grano duro
1 maço de brócolis, escolhido, higienizado e cozido no vapor, no ponto al dente - separar os floretes dos talos, alguns talos com folhas, os mais bonitos, eu costumo usar, cortando em tamanho menor,
8 azeitonas grandes, gosto da azapa - descaroçadas e cortadas em 3 fatias,
1 colher de alcaparras
4 filés de alici, escorridos e enxutos com papel toalha - cortados grosseiramente,
2 dentes de alho grandes - cortados em fatias finas,
azeite, flocos de pimenta calabresa, orégano, sal e pimenta preta para ralar na hora.

Fácil e rápido!

Leve uma panela com água abundante ao fogo alto. Quando ferver, junte um punhadinho de sal grosso, misture, espere levantar fervura novamente e mergulhe o espaguete. Não use nenhuma gordura na água, nem azeite. Não é necessário, basta apenas água em grande quantidade, salgada como a água do mar e mexer a pasta algumas vezes. Siga cozinhando o espaguete, em fogo médio, até 2 minutos antes do tempo de cozimento indicado na embalagem. A pasta terminará o cozimento na panela com o molho de brócolis e temperos, portanto, deve ser retirada da água fervente muito al dente, para não ficar mole e perder o ponto. 

Enquanto o espaguete cozinha, em outra panela, aqueça 4 colheres de azeite de oliva de boa qualidade, junte os alhos, os filés de alici, os flocos de pimenta calabresa e salteie por alguns minutos. Com a ajuda da colher, desfaça os filés de alici no azeite quente. Toda esta etapa é muito rápida. Cuide para que os alhos não dourem exageradamente, pois ficarão com um sabor amargo. Algumas pessoas gostam do alho bem escurinho, fica a seu gosto, pois é o que de verdade importa.

Junte na mistura de temperos com o azeite, os floretes e talos de brócolis, as azeitonas e as alcaparras. Salteie por alguns minutos, envolvendo bem toda a mistura. Salgue a gosto, cuidado pois azeitonas, alici e alcaparras são salgados. Rale um pouco de pimenta preta.

A esta altura, a pasta já deve estar no ponto muito al dente. Com um pegador, retire em etapas, todo o espaguete e junte ao molho de brócolis. Misture tudo muito bem, terminado assim o cozimento da pasta, em fogo médio para baixo. Caso seque muito o molho, junte uma concha pequena de água do cozimento da pasta, que é plena de amido e vai formar um molhinho bem cremoso, ainda com a panela no fogo. Eu junto sempre, gosto muito do resultado. Termine harmonizando todos os ingredientes, apague a chama do fogão, junte o orégano e misture delicadamente.

Leve a mesa e sirva com queijo pecorino ralado, preferencialmente, ou parmesão. Por aqui, o pecorino anda com os preços as alturas :(

Ciao amici! Bacio a tutti!  






80 comentários:

  1. Maria da Gloria, por aqui viajamos contigo em meio às tuas lindas recordações. Coisa boa lembrar momentos de praia, na cozinha, com amigas e o fato de esperar as cartas.Maravilha isso, não? Não existe mais! E as flores e papeizinhos dentro dos livrsa? Quem não fez?

    E as fotos? Ainda bem que aqui é cedinho, não estou com fome ainda,rs... Lindas e a receita perfeita!

    Adorei iniciar meui domingo aqui! bjs, ótimo dia e semana! chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chica, minha querida Chica, comigo desde o início do Fare la Scrpetta.
      Nem imaginas o prazer e amizade que eu sinto por todo este tempo de boa conversa e belezas. E ainda mais, com a felicidade de ver o Kikolino bem, consequentemente, você também, e toda a família.
      Brava esta minha amiga Chica.
      Te mando um beijo, abraço e votos de uma ótima semana.

      Excluir
  2. E que eu que fiquei aguado
    dos acepipes tão bem fotografados...hmmiammm schlurp

    Feliz Domingo
    e bjos de aqui dos Calhaus-_``````

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O arenque pode aguar, penso eu, até um vegano ahahaha. Mas eu adoro, comeria arenque no café da manhã, todos os dias. E como já gosto de uma temperatura mais geladinha, fica bem, né?
      As fotos foram um pouco trabalhadinhas para melhorar a luminosidade, afinal sou amadora na cozinha e, também, nas fotos.
      Bom restinho de domingo Joãozinho.

      Excluir
    2. Eu também faço uns arranjos nas fotos
      mas já se me torna penoso
      pois o raio dos olhos andam mais pró desastroso...Hé hé hé hé

      Uma feliz semana Glória
      Beijos

      Excluir
  3. Hello Gloria!!!
    Herring? I also love them. They are so delicious.
    I love Italian paste and everything Italian.
    Great post and very beautiful pictures.
    Returning from Greece, I visited Ancona and Venice.
    Greetings.
    Lucja

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucja yes, they are herrings. I love herring. I learned from my father a herring salad with olive oil is delicious to eat with Italian bread, one hard and crunchy shell. Childhood memories, great for a picnic.
      Venice I know, beautiful! Ancona do not know. Will post photos?
      Kisses darling.

      Excluir
  4. Uma riqueza estar aqui onde encontro a boa e verdadeira cozinha aliada a recordações tão lindas como cartas! Eu também as escrevia e também secava as flores nas páginas do livros! Muito bom recordar! Nunca acrescentei azeitonas pretas no meu alho e óleo! Boa pedida! Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria Luiza, olá! Boa noite!
      Agradecida pela sua visita e comentário no meu blog. Recordar é mesmo gostoso, instantes vividos com pessoas queridas e a cozinha, para uma ascendente de italianos, como eu, é assim, plena de memórias.
      Uso azeitonas no alio e óleo, quando junto brócolis. Mas as azeitonas são sempre deliciosas, sempre ficam bem.
      Beijocas querida.

      Excluir
  5. Gostei imenso de ler sobre as aventuras, e as imagens estão simplesmente fabulosas. Muitos parabéns pelo bom trabalho! =)
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito agradecida Chic'Ana, pelo comentário e pela visita.
      Aventuras gostosas de serem lembradas e assim, construímos a nossa história.
      Beijos querida.

      Excluir
  6. Faço minhas as palavras da Chica... viajamos com você, Gloria, em cada um dos seus magníficos posts...
    Uma receita deliciosamente apresentada em imagens, palavras... e memórias... e recordar... é viver, novamente, quantas vezes, a gente quiser...
    Arenque!... Está aí... algo que já não como há imenso tempo!...
    E o seu prato... Uma delícia, até só de olhar!... Eu como bróculos e espinafres frequentemente... mas ainda não me tinha ocorrido uma receita, onde os pudesse adicionar ao esparguete... pelo que esta, será uma receita para pôr em prática!... Pois vivo inventando desculpa para comer verduras o mais possível, na refeição...
    Ainda hoje tenho folhas secas, como marcadores de livros... normalmente, uso as folhas de cameleira... depois de secas tornam-se bastante resistentes... e por acaso, não me têm deixado, humidade nos livros, enquanto secam...
    Uma vez, mais, um prazer imenso passar por aqui... e ficar a conhecer um pouco mais de você, Gloria... na forma sempre encantadora, e admirável, em que você se revela, em cada uma de suas postagens...
    Por estes dias... vou andar a meio gás... um novo ambiente no pc... que me fará andar pesquisando algumas novas funcionalidades, que desejo aplicar em termos de fotografia... e com isto... avoluma-se um montão de comentários, que irei ficar devendo para todo o mundo... por estes dias... pois irei fazer algumas experiências... além de que tenho um monte de ficheiros de fotos... que urgentemente, terei de dar uma reorganizada neles, nem que seja, aos poucos...
    Por vezes, tira-se um montão de fotos... para aproveitar uma ou duas... mas nunca gosto de deitar as restantes fora... nem eu sei porquê... :-D
    Beijinhos, Gloria! Feliz semana!
    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Combinar pasta com verdura Ana, é excelente! A combinação com escarola, tomate e azeitonas, que faço muitas vezes, como molho para espaguete, o resultado é maravilhoso. Sou fã de verduras, de folhas verdinhas. Arenque é um dos meus petiscos preferidos mmm mmmm mmmmm ....

      Secava muitas flores, as vezes até botões, e algumas vezes, as páginas dos livros ficavam marcadas, mas sem problemas, gosto de marcar livros.

      Sempre um prazer Ana, recebê-la aqui, com boa conversa, gosto! E fico contente que tenhas gostado daqui, do conteúdo, das histórias.

      As vezes, temos que focar em outros projetos, faz bem. Depois retorna com muitas novidades para embelezar e encantar os nossos corações.

      Eu também Ana, tenho muitas fotos arquivadas, várias do mesmo tema. Por vezes, faço a limpa, mas acabam por se ajuntar aos montes ahahaha.

      Um beijo Ana querida e mais uma vez, dias felizes, semana feliz!

      Excluir
  7. Quem resiste a estes mimos? A Maria Glória é uma mulher de mão cheia não só na cozinha.
    Na ilustração e escrita também é magnífica.
    Bj.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que gostoso ler as tuas palavras Agostinho, muitíssimo obrigado amigo. Um prazer recebê-lo aqui.
      Beijos e mais uma vez, uma ótima semana.

      Excluir
  8. Gloria, I'm glad you love poppies.
    We Poles have a particular fondness for them.
    Once you write about it.
    Kisses and greetings:)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Like poppies, but I never saw any in Brazil.
      Are delicate flowers and buttons are also beautiful.
      Kisses from Brazil.

      Excluir
  9. Glória
    não sei se me atento as recordações da praia, onde havia muito boa comida, como o Arenque e as pastinhas.
    Ou se me atento a atual receita com os brócolis e espinafre que tanto aprecio, e as azeitonas pretas saborosas. Tudo isso regado a recordações de cartas comparadas a beijos, e flores secas nos livros.
    Você escreve tão gostoso que juntos podemos recordar fatos e momentos parecidos com os nossos.
    Pena que a amizade com a Ana ficou em algum lugar do passado. Poderiam ter ótimas recordações daquele tempo e juntas rir de alguns episódios.
    A Ana pode não estar, mas nós seus amigos virtuais estamos aqui ouvindo suas recordações e degustando seus pratos gostosos.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zizi, olá querida!

      Comer, beber, contar e ouvir histórias, nada pode ser melhor, acho que só dormir e amar. Pois então, são tão simples as delícias de vida, estão nos detalhes, guardadas, para quem sabe viver bem.

      Obrigado Zizi, por gostares do meu cantinho, das minhas historinhas. A Ana Maria ficou mesmo nas minhas memórias, nunca mais tive notícias, mesmo fazendo buscas pelo google ou facebook. Mas tenho grandes e queridos amigos virtuais, como bem disse, que me dão a oportunidade de reviver estes momentos, facilitando tantas coisas boas da vida, inclusive aprofundar no meu auto-conhecimento.

      Beijinho Zizi!

      Excluir
  10. Deixo os desejos de uma feliz noite...~_````````

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu João, deixo os votos de uma feliz e tranquila semana, com dias quentinhos na Covilhã. Beijinhos.

      Excluir
  11. Boa noite Glória
    Que delícia essa combinaçãode de espaguete,brócoli e essas azeitonas suculentas.O aspecto está de comer primeiro com os olhos.Bacana esse encontro que logo se transformou em amizade.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria, boa noite!
      Pasta é uma preferência aqui em casa, principalmente com verduras ou legumes. Também, gostamos com carne em geral.
      Um beijo querida e uma ótima semana.

      Excluir
  12. Para além das deliciosas imagens gostei de ler estas aventuras.
    Também sequei plantas e cheguei a fazer um álbum de plantas era um habituado nas escolas os álbuns de plantas secas para melhor as poder estudar.
    Um abraço e boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Francisco, para a escola nunca fiz álbum assim, mas gostava de fazer.
      As aventuras ficaram na memória, então, chega o tempo de escrevê-las. Agradeço que tenhas gostado, fico feliz.
      Beijinhos e uma ótima semana.

      Excluir
  13. Pratos deliciosos que me abriram o apetite, Hum!hum!
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois abrem mesmo e são perfumados, ai deu até vontade ahahah.
      Beijinhos querida Maria e uma ótima semana.

      Excluir
  14. Olá, Glória.
    Ah, que estas suas postagens cheias de fotos gulosas conseguem deixar a gente, mesmo depois de jantar, com água na boca ;)
    Bonita essa sua viagem no tempo, até à praia, até à amizade de mocinha, com troca de correspondência. Acho que toda a nossa geração era apaixonada por "cartas" e entende bem esse "descompasso" no peito, antes de abrir a dita ;)
    Pena que a vida dá umas reviravoltas e a gente se perde dos amigos do passado - tbm a mim já aconteceu e nem sei como que a gente se perde.
    bom fim-de-semana
    bj amg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carmem, boa noite!
      As vezes eu tiro mesmo umas fotos que são de dar água na boca, gostamos muito de pastas com verduras ou legumes aqui em casa.
      Sinto que as cartas tenham saído de moda, mas não poderia ser diferente, os e-mails tem tanta força, são imediatos, e não podemos dizer não a totalidade da modernidade. Tecnologia faz parte da vida, de grande importância.
      Pois é, o tempo vem e vai, amigos e tantas outras coisitas da vida também. Mas ficam na memória, para lembrarmos da nossa história. Eu também Carmem, nem sei como a gente se perde ...
      Beijinhos e uma ótima semana.

      Excluir
  15. Bellos recuerdos, en flores, hemos guardado entre las páginas de un libro.
    Durante unos 40 años, he guardado un clavel, ¡lástima que el tiempo lo desintegra todo!
    Me encanta ese plato ¡me lo comería encantada! Sólo con ver la buena y rica presentación que tiene, dan ganas de probarlo.
    Cariños y buen fin de semana.
    kasioles

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kasioles, buenas noches querida!
      Atualmente, não tenho mais flores guardadas nos livros, mas quem sabe ...
      Fico feliz que tenhas gostado deste espaguete com brócolis, assim como eu, gostei muitíssimo do guiso que fizeste, aquele com aspargos. Adoro aspargos!
      Besos, cariños y buen fin de semana.

      Excluir
  16. Olá, querida Glorinha...

    Foi mto bom, foi excelente, direi, receber tua aguardada visita. já tinha saudades tuas e dos teus posts, pke são feitos, com mto amor e são tb a apresentação de tua LENDA PESSOAL, k é RICA E DIVERSIFICADA.

    Amo ler todas as tuas recordações e até me sinto figurante nelas. Pois é, atravessámos dois séculos, coisa, negócio k não é pra toda a gente, mas nós fomos escolhidas para tal. Creio k nós nascemos no dia e ano certo, ou seja, já determinado. Não posso esquecer o 12 de junho, não.

    tua mãe e teu pai e a praia e as brincadeiras e os amiguinhos k lá se faziam... tudo tão ingenuamente delicioso.

    Ana Maria marcou, no bom sentido, tua vida. Uma amizade sã e k ambas pensaram ser pra sempre, mas na adolescência, nós pensamos k vai ser sempre assim, só k, depois e devido as mais diversas circunstancias, como casamento, maternidade, saída pra outra cidade, sei lá, tantos fatores, se perdem aqueles laços k julgávamos impossíveis de desatar. Mentalmente, a gente continua naquele laço, só k falta a presença, o convívio, os desabafos, os segredinhos.
    tu, em Itu junto ao orelhão, estás mto bem, mas gostaria de te ver mais de perto. provavelmente, a intenção é mesmo mostrar a altura daquele orelhão

    adoro escrever cartas, e de vez em qdo escrevo pra ex colegas da faculdade, k raramente me respondem, usando o mesmo meio. Me respondem por sms ou email, o k pra mim é totalmente diferente, pke eu gosto de ver, de tocar a caligrafia, as palavras delas. Elas tomaram o rumo, que chamo de rotineiro, tradicional, e k eu não tomei, por opção. Casaram, tiveram filhos e algumas delas até já são avós, com 40 e tal anos, portanto, as conversas delas giram sempre a volta do mesmo tema. Sinceramente, minha amiga, eu estou precisamente do lado oposto, mas tento entender o caminho k elas quiseram dar a vida delas.

    Nunca tive o hábito de secar flores pra colocar nos livros, quase servindo de marcadores, mas, em contrapartida, dos bonbons ou chocolates k comia, retirava a prata, com mto cuidado, e depois a alisava, metendo-a nos livros.

    Gosto mto dos pensamentos de Paulo Coelho e da sua filosofia de vida. já li tb o Alquimista.

    nunca comi arenque, mas já tu k dizes ser tão bom, brevemente, tenho de experimentar.

    a receita desse post, tal como as fotos das comidinhas k nos apresentas aqui, nos abrem o apetite. adoro massas e ainda hoje estive comendo pasta num restaurante chines-japonês. tenho, todavia, k ter atenção a quantidade k ingiro, pke são mto calóricas.

    agradeço tua visita e gentil comentário. Enfim, as palavras lá se soltaram, mas foi uma amiga minha, k passou meu poema para o PC, pke minha mão está ainda mto deficitária.

    Boa sexta e melhor fim de semana.

    Deixo beijinhos e flores para atapetarem, ainda mais, os teus dias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Blogamos com amor, não é querida Céu? É com muito gosto mesmo, porque manter um blog dá relativo trabalho, então temos que gostar, para além do trabalho, ser divertido e dar satisfação. Dou, também, muitas risadas por aqui, na blogosfera. Eu também, estava com saudades dos teus poemas, que me levam a tudo que é diferente aqui nesta rede. Nada é igual a você Céu, és única e preciosa. E sei, que tu sabes muito bem disto!

      Se for a data do meu aniversário, é 12 de juLHo. E a tua, qual é? Conte-me, por favor.

      A ingenuidade faz parte do início da adolescência, é uma fase deliciosa. A vida é sempre bela, não percebemos o que está a acontecer no mundo.

      A distância afasta um pouco sim, mas há uma tecnologia ajuda muito nestas questões, é o skype. Eu usei muito, mas agora nem tanto. Mas, penso eu, mesmo com o skype, a distância física afasta, quando já houve um relacionamento ao vivo.

      A intenção da foto é mesmo mostrar o tamanho gigante do orelhão, mas estou pensando aqui, em algumas fotos minhas, para te mostrar mais de perto. Estou a pensar nisto, para um post.

      Escrever cartas é tão poético e charmoso, porque não usamos abreviações, cuidamos de como será a escrita, há um planejamento, há mais amor, além do que, podemos escolher o papel, textura, cor, desenhos decorativos. Adoro o reino de mandar e receber cartas.

      Casar, ter filhos, depois netos, é mesmo um caminho a cair para quase todo mundo. Portanto que, eu acho importante casar após os 30 anos. A vida fica mesmo mais focada na família, não tem como. Mas há pessoas que, mesmo casadas, inclusive com filhos, viajam pelo mundo. Existem professores adequados para dar instrução aos filhos. E assim, a vida é bem diferente, sem se ater aquele mundo mais caseiro. Acho muito bacana viver assim.

      Fazia da prata dos bombons, alisada pelas páginas, também marcador de livros, Céu?

      Também gosto de Paulo Coelho, já assisti várias entrevistas dele, no youtube. Lí Diário de um Mago.

      Não conheço o teu gosto, por peixe e ainda defumado. Arenque assim, é bem forte, eu gosto imenso. Comeria todos os dias ahaha.

      A comida asiática nem sempre é leve, especialmente a chinesa, que é muito gordurosa. Algumas são uma descoberta de sabores, por exemplo, a tailandesa. A japonesa me agrada muito. Eu só como soja feita por asiáticos, pois eles fermentam a soja, processo que elimina toda a toxidade de grão. Sem ser fermentada, eu jamais como soja, fico a coçar o corpo inteiro.

      Continuo lá no teu blog, queridíssima amiga ... beijinhos ...

      Excluir
    2. bom dia, minha linda amiga...

      É verdade. Blogamos, esse verbo, blogar, não existe no Português de Portugal, mas acko k deve ser introduzido nele, pke a Língua, idioma não é uma entidade morta. Por isso mesmo, recebe e dá vocábulos.
      Dá trabalho, sim, mas amo o meu blogue e tudo e todos, uns mais k outros, obviamente, que interagem comigo.

      Agradeço teus elogios, mas olha k eu não encontro ninguém escrevendo temática, do meu jeito k eu. Sei k escrevo satisfatoriamente e k agrado. Não sofro de falsamodéstia, como já te apercebeste. A semana passada recebi, mais uma vez, um convite de uma Editora para publicar um livro de poesia. acho sempre imensa piada a esses convites, pke as editoras asseguram k num mês, no máximo, se esgotaria a primeira edição. dizem elas k não há ninguém no mundo literário português, escrevendo essa temática, e é verdade, portanto mta clientela rsrs. Nunca pensei em publicar, até pke ou se faz uma coisa quase bombástica, ou não vale a pena, em minha opinião. Em Portugal, mtas pessoas editam um livro, k quase não vende e depois caem no esquecimento. Não, isso eu não quero. Se um dia eu vier a aceitar as inúmeras propostas das editoras, é pra valer mesmo e tem k ter lançamento badalado rsrs.

      também em ti reconheço mto valor e talento e tb te digo k não conheço num blog k fale de culinária e a ligue a recordações ou vivencias, c acento, portanto, nota 10 para a tua pessoa, no seu todo.

      Pois é, 12 DE JULHO. Eu explico - associei, pra não esquecer o dia do teu aniversário à partida de uma tia materna, k só não foi minha mãe biológica, pke, de resto, foi mais k minha mãe. Não teve filhos, por opção, se casou com um homem riquíssimo, sem amor e quase por imposição. Ela me deixou a 12 de junho de 2000. Partiu ainda não tinha 70 anos, portanto, cedo, como toda a gente de minha família. Pronto, está desfeito o equívoco e a associação.

      Eu sou pouco ligada a skypes, k não tenho, por opção, e coisas do género, pke eu gosto mesmo é da presença física, das conversas, da descoberta e da empatia.

      tens razão, Glorinha. Casar, ter filhos etc. é o normal na nossa sociedade, mas eu não segui o padrão, nem vou seguir. plenamente, de acordo. só depois dod 30, pke há mta vida pra viver, honesta e decentemente.

      fazia marcadores das pratas dos chocolates e bombons. os livros ficavam tão lindos. E o barulhinho das pratas me encantava, me fazia lembrar música e dança.

      gosto de peixe, mas não de todo. Eu sou mto frugal e básica, em questões alimentares. Sempre comi coisas pouco elaboradas, mas tenho recordações maravilhosas com e de minha tia, a Tita, como eu lhe chamava, comendo, simplesmente pão e melancia, p exemplo.

      Não sou grande apreciadora de comida asiática, até pke é picante e mta elaborada. esse restaurante, onde fui, recentemente, tem comida asiática, portuguesa e italiana. tenho intolerância, c acento a soja, ao glúten e a lactose, embora não mto severas, e se os ingerir, minha pele é k paga.

      agradeço tuas palavras aqui e lá. agora, vou trabalhar. hoje, vou ter um dia repleto, profissionalmente.

      beijinhos, com todo o meu carinho.

      UM DIA DE LUZ, te desejo.

      Excluir
    3. Céu, boa tarde querida amiga!

      Creio também que, por aqui, não temos a palavra blogar oficialmente, mas é muito atual e até necessária, pois nela, nesta palavra, estão: a inspiração, paixão e trabalho do blogueiro.

      Todos sabemos o que melhor fazemos, o que mais gostamos, então, estás certa Céu, sem falsamodéstia. Muito bem! Eu penso como as tais editoras, não há mesmo ninguém que escreve como tu, deve sim bombar. Eu acredito, pois o tema envolve e você escreve muitíssimo bem. Ahhhh... o lançamento tem que ser badalado, uma celebração ahaha.

      Obrigado Céu, por gostares da minha escrita, por aqui. Já combinei as minhas produções gastronômicas com música, pois quando cozinho, tem que ter música por perto, mas as recordações falam mesmo mais forte.

      A tecnologia deve ser usada na necessidade, pois o contato físico é de real valor. Mas já usei o skype para falar com pessoas a distância, que estavam até em outro continente, neste caso, acho fundamental. Mas não deve substituir o relacionamento direto, nunca!

      Então, fazia mesmo marcadores, como eu imaginei. Sim, lindo, penso!

      Eu adoro melancia, acho uma fruta de sabor maravilhoso. No verão, gelada, sem igual! Como na época do natal aqui no Brasil, é verão, a melancia chegava a mesa, depois do almoço, para refrescar a alma, tendo em vista, as comidas de natal serem pesadas para a estação. Melancia me lembra natal ahaha.

      Deixo aqui meus beijinhos com abraços e continuamos a conversa, lá no teu cantinho... até mais...

      Excluir
  17. Olá Maria Glória,
    Obrigada pela visita, fico feliz por saber que gostou do post!
    Puxa, seu blog tem muuuuitas receitas, já selecionei várias para anotar e tentar fazer...
    Sou vegetariana, estou buscando alternativas criativas para o dia a dia.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço a sua visita, Cristiane, no meu blog.
      Nem imaginas como já naveguei no teu blog, riquíssimo, posso dizer, seguramente!
      Tenho aqui muitas receitas vegetarianas, pois gosto muito de verduras e legumes, especialmente assados. Adoro a dieta do mediterrâneo, que prioriza vegetais. Mas como carnes, principalmente, peixes, que gosto muito.
      Vou deixar uma sugestão lá no teu blog, creio que vais gostar.
      Então, um beijinho e uma ótima semana.

      Excluir
  18. Também sou louca por gatos!
    Adorei as frases sobre o silêncio, lindas...
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Delícia mesmo saber que gostastes dos meus mimos!
      Gatinhos e silêncio ... para quê mais? Ahaha ... mais beijos querida.

      Excluir
  19. Olá Maria Gloria, adorei as receitas! Eu sempre comento com minhas amigas que gostaria de ter feito parte desta emoção de receber uma carta que não fosse de pessoa Jurídica. Deveria ser algo realmente empolgante. abs,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aline, mandar e receber cartas, era um mundo mágico a parte, nas nossas vidas!
      Não eram tão imediatas, quanto o e-mail, mas eram uma fonte de encanto e magia.
      Um beijo e obrigado pela visita e comentário, querida. Ótima semana.

      Excluir
  20. Gracias por tu comentario.
    Un algo muy especial tienen las madres para que siempre las llevemos en nuestro corazón.
    Yo he llegado a creer que, al escribirle, sigue estando a mi lado y no se separa de mí.
    ¡Benditas las madres!
    Cariños en ese tierno corazón.
    Kasioles

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ¡Benditas las madres, Kasioles!
      Minha mãe, que já partiu, está em mim. E atualmente, eu sinto uma saudade mais madura, sem dor. Sinto muita alegria ao lembrar-me dela.
      É verdade, elas tem algo muito especial, tem morada eterna nos nossos corações.
      Mais uma vez, besos, abrazos y cariños.

      Excluir
  21. Olá Glória
    Adorei conhecer um pouco mais de você, das memórias fantásticas que guarda com tanto carinho, das fotos que vão ilustrando momentos.
    Ai os acepipes...uma perdição, adora verduras e gosto também de as misturar. O Spaguetti está com um aspecto divinal, tenho que experimentar.
    Já do arenque , não me lembro de ter comido, se um dia tiver oportunidade , não vou deixar passar ao lado.
    Adorei suas partilhas.

    Beijos Glória

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manu querida, boa noite!
      Acepipes são a minha perdição, acho que gosto até mais que refeições.
      Se tiver oportunidade, não deixe de provar o peixe defumado arenque, é deliciosamente maravilhoso.
      Beijinhos e uma ótima semana.

      Excluir
  22. Maria da Glória, viajei contigo nestas doces memórias. Leva jeito para à escrita, deverias escrever um livro com estas memórias. Amei as receitas, qualquer dia vou fazer este esparguete com brócolos. Desejo-lhe um feliz final de semana, beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Patrícia, boa noite!
      Que bom que gostastes da viagem, junto comigo. És uma ótima companhia!
      Agradeço por achares que escrevo bem, mesmo eu sabendo que, por vezes, cometo erros de português. Mas a inspiração não me larga e gosto de viver assim, digo, inspirada!
      Faça sim, pasta com verdura ou legumes é saudável, além do delicioso sabor.
      Beijinhos e uma ótima semana querida.

      Excluir
  23. Olá Maria
    Estas memórias ainda pode sentir ao preparar estes prato que sua mãe preparava,
    e o seu pai, dá cheio de saudade. Deu uma água na boca estes pratos, eu tinha
    costume de secar flores nos livros quando adolescente, depois perdi o hábito
    como também o de ler.
    bjs e bom fim de semana.

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simone, boa noite!
      Cozinhar para mim, é como um livro de memórias, pois meu pai e mãe cozinhavam. A cozinha era o coração da minha casa, tudo acontecia por lá.
      Então querida, te desejo uma ótima semana e beijinhos, obrigado.

      Excluir
  24. Hello, lovely memory and story. It is nice to meet new friends while on vacation. The meal looks delicious, thanks for sharing the recipe. Happy Friday, enjoy your weekend!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eileen good night!
      Thank you for visit in my blog.
      I had father and mother who cooked and the kitchen has always been the heart of my home. When I make a meal, always I have a lot of memories and love to share stories.
      Kiss and a great week.

      Excluir
  25. Bom e feliz fim de semana Glória
    e uma Bjoca também~_``````

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu aqui chegando e deixando um beijinho, João!

      Excluir
  26. Ótimo final de semana!!!!!!!!!! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Igualmente Gigi, com dias felizes, um beijinho querida!

      Excluir
  27. Combinado, minha linda amiga. Fico esperando, mas tudo feito com calma e sabor - risos -

    beijos e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  28. Bom dia Maria da Glória!
    Viajei no tempo através de suas memórias, sempre adorei escrever e receber cartas, por isso compreendo muito bem quando diz da emoção ao receber uma e os momentos que antecedem à leitura da mesma.
    Quando me casei , fui morar numa cidade do interior de São Paulo, longe da família. Para matar as saudades nos escrevíamos sempre, era uma delícia participar da rotina de cada um, através da palavra escrita.
    Sabe que me deu uma vontade grande de deixar o e-mail e mensagem do whatsapp de lado por um instante e recorrer a boa carta escrita em papel e caneta?
    Um abraço,
    Sônia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sônia, boa tarde!
      Eu bem que gostaria de voltar a receber e enviar cartas. Gostava de preparar as cartas, comprando folhas de papel especial, muitas vezes decoradas com flores. Sinto mesmo saudades... e as canetas? Por vezes, o dia termina e eu passei por ele, sem tocar em uma caneta.
      Beijocas querida!

      Excluir
  29. Oi Maria amei esse post; mas as coisas são assim mesmo...
    Tem pessoas que são como o rumo da vida vão mudando e esquecendo... mas tem outras
    que não; a pouco tempo estou revivendo as cartas a pedidos de amigos; estamos voltando
    a trocar cartões estou pensando em adicionar alguns blogs para algo próximo do natal...

    Então... mais uma receita que com certeza vai passear por aqui. Parece ser bem gostosa que não gosta de massa kkk.

    Procurando vinhos especificamente o Montalcino, apareceu as fotos da vinícula e o teu passeio com marido então pensei... esse blog eu conheço kkk. Já vi este passeio que tu fizes-tes umas
    quatro vezes imagine adoro esse vinho. Fiz curso muitos anos atrás;e já comprei muitos livros gosto de ver as fotografias. agora dei uma parada. enfim gosto muito de vinho... já fizes-tes o passeio de Bento Gonçalves alguma vez? aquele do trem? tem esse mas pra quem gosta de dirigir o melhor é ir uma por uma das vinículas sem contar os hoteis que tem em algumas é um verdadeiro luxo...
    Tem dois restaurantes que não perde nadinha para cozinhas internacionais servem um pato ao vinho... nossa! muito bom.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom receber cartões, enviar igualmente. Ser surpreendida é delicioso, com a chegada do carteiro.
      Montalcino foi um dos locais que eu mais gostei de conhecer, realmente é um mundo a parte, especialmente a maneira que eles vivem, bem menos acelerada e mais saudável. Os vinhos são maravilhosos e tem de todo o preço, para todos os bolsos. Adorei caminhar pelas ruas de Montalcino. A Toscana é belíssima!

      Não fiz ainda o passeio a Bento Gonçalves, mas tenho vontade de fazer. É excelente a tua dica de fazer de carro, para parar nas vinícolas sem presa. Vou pesquisar mais sobre Bento Gonçalves.

      Um beijinho querida, obrigado e até mais...

      Excluir
  30. Ganhei apetite...
    Vou beber um copo... a acompanhar...

    Saudações poéticas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vieira, boa tarde!
      Obrigado pelo comentário e pela visita, seja bem-vindo amigo.
      Saudações gastronômicas!

      Excluir
  31. Boa tarde, maravilhosa sugestão que certamente tem um sabor especial.
    Boa semana,
    AG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Antonio, boa tarde!
      Obrigado amigo, dias felizes! Abraço.

      Excluir
  32. Que belas imagens, que só de olhar faz crecser água na boca.
    gostei de todo o post.
    uma boa semana.
    obrigada pela visita.
    beijinhos
    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por nada Piedade, bem-vinda!
      Agradeço pela visita e comentário.
      Beijinhos e até mais...

      Excluir
  33. .. dia para ler e conviver com as boas amigas que não conheço, mas de tão próximo das letras, parece que compartilhamos uma grande cozinha.
    .. e o coração fica batendo rápido como se estivesse muito perto do precipício, uma grade de apoio que não se vê, mas logo se perde o medo. Lenda Pessoal ou uma boa receita, adorei a visita.
    .. das visitas que você me fez, estava lhe devendo esta.
    .. um ósculo Maria Glória.
    .. guidø lunardini

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido chef, boa tarde!
      Belas palavras, bela escrita e já digo, é sempre um prazer tê-lo aqui no meu cantinho.
      Tenho certeza de que, compartilhamos de uma grande e poética cozinha.
      Beijinhos!

      Excluir
  34. Respostas
    1. Igualmente querida Gigi, um beijinho e até mais...

      Excluir
  35. Preciosas palabras.
    Muchas gracias ♥ Gloria por tus comentarios. Sigo con el blog parado.Estoy de pruebas médicas y esperando resultadados, por eso no tengo muchas ganas de entraren él. Pero volveré y vendré a visitarte.
    Buen fin de semana.
    Besos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Laura, boa noite!
      Espero que tudo esteja bem com você e que rapidamente a sua saúde seja restabelecida.
      Fico em vibrações positivas pela sua melhora e bom encaminhamento.
      Um beijo e abraço do Brasil.

      Excluir
  36. Boa noite minha amiga!
    Que postagem maravilhosa Glorinha. Senti-me dentro dela em vários momento. Que orelhão gigante em? Senti-me uma tampinha diante desse orelhão kkkk.
    Adorei a “lenda pessoal”. É tão gostoso recordar essas lembranças que foram tão importante na vida da gente né? Eu também tive algumas amigas que foram muito queridas por mim. Algumas delas nem noticia tenho, outras seguiram sua vida, e acabamos desencontrando. Tem um texto da Rosana Braga que é bem curioso. Mais o menos assim: A gente não encontra ninguém nessa vida por acaso. Cada pessoa é um TESTE, uma LIÇÃO ou PRESENTE. Presente é a mais fácil de identificar, me parece. É aquela com quem a gente se dá super bem, se identifica se diverte e ama. A pessoa “lição” também não parece complicada de compreender. É aquela que nos ensina, seja pela dor, seja pelo amor. Mas principalmente pela dor. Porque se for pelo amor à gente classifica como “presente”. Mas e a pessoa “teste”? Imaginei ser aquela que nos desafia. Que nos provoca, no pior dos sentidos. Que parece ter a facilidade de nos fazer sentir como se não fôssemos nós mesmos. Que parece fazer a gente não gostar de quem está sendo.
    Então! Esses três tipos de amigos, todos se encaixa em alguma parte na vida da gente. Quando eles se vão fica um lugarzinho vazio dentro da gente. A história de cada pessoa se compõe por milhares de personagem. Às vezes as pessoas entram na vida da gente simplesmente pra colocar uma vírgula, um ponto, uma reticência, e depois se vão... Assim é a vida, esse movimento de pessoas entrando e saindo...
    Eu não conheço Itu, só de passagem. As coisas de lá é grande demais.
    Uma vez me presentearam com um lápis e uma caneta gigante risos. Será que tudo em Itu é grande Glorinha? kkkk. Talvez a sua amiga Ana Maria esteja com a mesma lembrança de ti. Quem sabe vocês ainda se encontram.

    O livro de Paulo Coelho 'O Alquimista' é um livro excelente. Bom demais.
    O mais importante em receber uma carta, é a emoção de pega-la, manuseá-la. Receber uma carta pelo correio é tudo de bom. A ansiedade, a expectativa. A carta é só da gente, sem cópia espalhadas por ai, e o mais importante, saber que fomos lembrados por alguém. É tudo de bom. Adoro a modernidade, e sei que é difícil viver sem ela, mais uma carta pelo correio fica na história pra sempre.

    Que delicia essa receita. Fácil de fazer. Eu adoro espaguete. Uauuu!! Senti o cheirinho aqui. Uma fumacinha entrando pela janela.
    Adorei a postagem minha amiga.
    Beijos e um abracinho apertadinho.
    Uma boa noite!
    Ótima sexta-feira!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Smareis, vou responder no teu blog, amiga! Beijocas!

      Excluir