sexta-feira, 14 de junho de 2013

Panqueca de Centeio




... desde que descobri esta receita, nunca mais fiz panquecas salgadas com farinha de trigo. 


As panquecas sempre me fazem sorrir, além de proporcionarem uma viagem na minha lenda, em tempos antigos! 

Se salgadas, a imagem é a mesa pronta para o almoço na casa dos meus pais e eu chegando da escola e olhando com uma fome feliz para uma travessa cheia de panquecas ... sempre esquecia de tirar o uniforme primeiro, pois já queria me sentar. Mas minha mãe cuidava para que o uniforme escolar fosse lembrado e preservado. 

As doces, aconteciam no final de semana e a tarde, eu já era adolescente: com recheio de banana cozida e cobertura de brigadeiro mole.

É assim que as panquecas aconteciam na minha lenda. E ainda acontecem!




... uma voz feminina irlandesa e como tal: mágica ... Sinéad O'Connor





Panquecas de Centeio 


100 gramas de farinha de centeio 
1 ovo grande 
100 ml de água 
150 ml de leite 
1 colher de sopa de azeite 
1 pitada generosa de noz-moscada
Sal 



Operazione 

Junte todos os ingredientes líquidos no liquidificador e bata um pouco na potência alta. Depois, junte a farinha de centeio e o sal e bata tudo muito bem na potência alta

Depois de bem líquida e batida, leve a massa no copo do liquidificador mesmo, para descansar por uma hora na geladeira. Esta etapa do descanso é necessária, para que o amido da farinha fique bem umedecido - especialmente o centeio que é bem rústico - e isso garante leveza na panqueca. 

Após uma hora do descanso, encaixe o copo do liquidificador na máquina e bata só mais um pouco. Após bater, rale a noz-moscada e mexa com uma colher para misturar. 

Aqueça bem uma frigideira anti-aderente. Quando estiver bem quente, ponha um fio de azeite e vá virando a frigideira para espalhar o azeite. Já com uma concha média e o copo do liquidificador ao lado, deite o líquido de uma concha média na frigideira e vá entornado a frigideira para que a massa se espalhe bem. Eu dou até uma empurradinha na massa com a bundinha da concha, assim de leve, para ajeitar bem o formato da panqueca.

Quando as bordas começarem a ficar moreninhas e se soltarem da frigideira, com a ajuda de um garfo, vá terminado de soltar a panqueca e quando o lado voltado para a frigideira estiver dourado, vire a panqueca com o garfo ou com uma espátula. Deixe dourar, tire e coloque em um prato de sobremesa. Aqui, é tudo bem rápido, aproximadamente um minuto para dourar cada lado da panqueca. 

Controle o fogo ... entre médio e alto. 

Repita para terminar toda a massa no copo do liquidificador.

Rende oito a nove panquecas. 


Aqui em casa, servimos assim: uma travessa com as panquecas recheadas e outra com molho. O molho é colocado sobre a panqueca no prato que vamos comer. Dessa forma, a panqueca não fica inchada e nem ressecada. Polvilhamos queijo parmesão ralado por cima. 

Sugestão de molho de tomate aqui: http://farelascarpetta-mariagloriadamico.blogspot.com.br/2013/03/involtini-de-berinjela-e-rir-sem-motivo.html

Estas panquecas foram recheadas com carne moída refogada com temperos e cuido para que não fique nem muito úmida e nem muito seca. Quando estiver pronta e com o fogo desligado, adiciono azeitonas negras chilenas cortadas em rodelas e uma porção generosa de salsinha e cebolinha frescas e picadas. 

Servi com arroz branco e legumes - cenoura e beterraba - assados com azeite, ervas, pimenta preta moída e sal grosso: 


Estas, abaixo, foram feitas em outro dia, no inverno de 2013 ...



Na foto abaixo, foram feitas no verão, para comer sem molho e frias. Recheio: quando aberta, passei com uma faca creme de ricota, ajeitei peito de frango refogado e desfiado e terminei com alface americana cortada a Julienne (em finas tiras). 






Bacione a Abbraccione a Tutti Amici ... 





7 comentários:

  1. Hoje eu passo fome aqui!!!
    Que delícia de post, de receita e de imagens..sem falar no som...
    Beijão Maria Glória...agradecido por estes momentos de puro prazer.
    Astrid Annabelle

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta é uma receita que faço sempre!
      Uma comidinha de mãe, de vó! E ainda é perfumada.
      Obrigado por participar, por ser tão presente!
      Beijo minha Anam Cara s2

      Excluir
  2. Respostas
    1. Vim ver de novo..beijão Maria Glória!

      Excluir
    2. Outro beijão para você Astrid!
      E uma ótima semana!

      Excluir
  3. Ke apetitosa receita!!! Tenho feito com trigo integral...Na proxima vou tentar fazer esta receita!!!
    Obrigada pela ideia e parabens...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito gostosa mesmo ... mas o segredo está no descanso da massa.
      Depois que aprendi, nunca mais faltou centeio em casa.
      Beijos Laurinda e obrigado pela Presença s2

      Excluir