quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Babka de Canela com Raspas de Laranja - Parque do Povo - Parada Gay




Era um domingo de inverno, mas o sol apareceu e decidimos caminhar no Parque do Povo, que fica em São Paulo. 

Eu gravei este vídeo. Quer me conhecer melhor? É só assistir.  


Tenho lembrado de Alda Merini, tão esquecida e tão profunda...


"Ma da queste profonde ferite usciranno farfalle libere" - das profundas feridas, nascem borboletas livres.   

Quando nos tornamos conscientes, somos livres e independentes da opinião e palavras das pessoas. Consequentemente, mais intuitivos, menos manipuláveis e donos dos nossos caminhos.


Resultado de imagem para alda merini sanatorio

Alda Giuseppina Angela Merini (1931 - 2009) escritora e poetisa italiana, tinha um estilo de escrita muito próprio, intenso, apaixonado e místico. 


O que andei assoprando na minha cozinha, nas tardes frias deste inverno que já termina? 

Assoprei canela para aquecer o corpo com perfumadíssimas raspas de laranja.  

Fiz por duas vezes a deliciosa, super amanteigada e perfumada Babka.


O que é Babka? Parece que significa pequena avó. 


É um pão doce com massa levedada, muito macio, de origem judaica ✡ do leste europeu.



Substituí a parte líquida da receita por suco de laranja e usei as raspas da casca de uma laranja. 

E o recheio? O perfumado açúcar mascavo com manteiga e a aromática canela.




Então, enrolei a massa, formei um cilindro, que parti ao meio.

 

Enrolei as duas partes, pincelei uma gema de ovo com um fio de azeite, para dar brilho. Espalhei um pouco de açúcar cristal por cima. 

Encolhi a babka com as mãos, para caber na forma de bolo inglês. 



Mas não esqueça de forrar a forma com um pedaço de papel manteiga. Isso vai facilitar desenformar a babka, mas eu esqueci! Observe a foto acima. 

Foi para o forno, temperatura 180°. Deve assar lentamente em temperatura baixa, para não ressecar. Aromas de canela e laranja perfumaram a minha casa. 

Uma jornalista, historiadora e escritora de alimentos, Lesley Chamberlain, acredita que Babka tenha origem italiana, trazida pela rainha Bona Sforza da Polônia no século XVI, tornando-se uma versão do panetone. Então, foi por conta da Bona Sforza que eu decidi usar as raspas da laranja! 

Resultado de imagem para bona sforza regina di polonia

A rainha consorte da Polônia e grã-duquesa da Lituânia, foi a segunda esposa de Sigismundo I da Polônia. Ela nasceu em Vigevano, na região da Lombardia, na Itália, em fevereiro de 1494.


Babka de Canela com Raspas de Laranja 

Massa
1 colher sobremesa de fermento biológico seco instantâneo
3 colheres de sopa rasas de açúcar refinado 
1/2 de xícara de suco de laranja morno 
1 + 1/4 de xícaras de farinha de trigo
50 gramas de manteiga em ponto de pomada
1 ovo

Misture todos os ingredientes secos, faça um espaço no centro, tipo um vulcão, disponha o retante dos ingredientes, una tudo, junte mais farinha se necessário, mas sem exagerar, é um pão macio e amanteigado. Sove até a massa ficar lisa, aproximadamente 10 minutos. Reserve em vasilha tampada até dobrar de volume, cerca de 1h30 a 2 horas. 

Recheio
50g de manteiga derretida
3/4 de xícara de açúcar mascavo
1 colher de sopa de canela 

Enquanto a massa cresce, faça o recheio, misture tudo, parece que não vai dar certo, mas continue e terá um creme de açúcar e canela. Reserve. 

Montagem
Abra a massa em uma base enfarinhada, é tão fácil de abrir, nem usei o rolo. Abri com as minhas mãos, sempre enfarinhadas. Abra no formato de um retângulo, sem grandes preocupações, pois é um pão rústico. 

Espalhe com a ajuda de uma faca sem ponta, o creme de açúcar e canela, deixando 1 cm livre nas bordas. Faça um rolo fechando bem as extremidades, os detalhes eu expliquei lá em cima. Aqueles detalhes sobre como enrolar a babka. 

Leve para assar em forno pré-aquecido a 180 graus e não aumente a temperatura. Quando estiver assado, retire imediatamente, inclusive a babka da forma, com a ajuda do papel manteiga, para que ela não continue assando com o calor da forma. 

Para saber se esta assada? Espete uma faca ou palito na massa, se sair seco, está pronta! 


 

Qual é a maior Parada Gay do Mundo? Segundo o Guinness World Records, a Parada do Orgulho LGBT de São Paulo foi nomeada, em 2006, como a maior do mundo.


Estive na Parada do Orgulho LGBT de 2019, que acontece desde 1997 na Avenida Paulista, em São Paulo.


Tem como uma das principais reivindicações, o combate à LGBTfobia. 

Foi uma festa muito alegre, divertida.

Apoiamos a causa!



Agora é a vez de quem? Mariana!

Pronta para ir a escola! E a frase que não pode faltar: a nonna continua usando babador! 



Agora ela tem dois periquitos, além de dois cachorros e um peixinho. 



Beijos meus amigos!





17 comentários:

  1. Boa noite de muita paz, querida amiga Maria Glória!
    Uma nova postagem multi variada e aconchegante com o toque italiano de sentir, com uma cozinha apetitosa...
    Gosto demais de ver sua alegria e encaixe na sociedade sem preconceitos. Muitos de nós queremos e não conseguimos ser assim tão espontâneos.
    Sua netinha é uma princesinha linda e, cada dia mais bonita, na foto está um doce encanto, amiga.

    "Quando nos tornamos conscientes, somos livres e independentes da opinião e palavras das pessoas."

    A referência é estilosa, como costumo dizer... gostei demais de umas características... também como é seu temperamento e dom pela escrita apaixonante... como gosto! Mística... que lindo e é diferente quem é desse jeito como a descreve.

    Nem me fale em tardes frias de inverno... custa na balança e se ganha um manequim facilmente.
    Agora é reparar o estrago com calma, na Primavera.
    Acabo de chegar de uma cafeteria onde a torta deliciosa de frutas vermelhas foi a delícia da tarde, sem contar que passamos por uma lojinha de coisas da roça, imagine...
    Trouxe pão integral e puína... amanhã voltarei pelo bolo fit com passas e outros... e o pão integral de mandioca... voa na loja tudo isso!
    Adoro doces e o jeito é apelar para os fit que estão em alta e nos satisfazem bem.
    Laranja e canela me deixou com vontade e senti o perfume agradável daqui..
    Quanto me lembro de você, logo me vem à mente aquela confeitaria aí pertinho do Mosteiro de São Bento que estava fechada quando aí estive...
    Tenha um feliz e abençoado final de semana com seus entes queridos!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
  2. Amadaaaaa!!! Como você está? Nem precisa dizer, já estou vendo: adorei o vídeo, meio curtinho... poderia estendê-lo mais! Você na parada está muito engraçado, mas é isso, desfilar com as amigas não faz mal a ninguém, bonitas as 'madames', heim?? Jamais eu faria algum mal a elas(eles), são gente boa. Querem ser felizes, apenas. E não fazem mal a ninguém.
    A Mariana está lindaaa, que coisinha fofa!
    As receitas... nem falo, estou de dieta, amiga, poxa... mas um dia farei essas gostosuras.
    Estava com saudades suas! A foto, hum... estás linda! Sorriso belo, amiga! Valeu a pena!
    Feliz por você ter postado, quando vi na minha coluna vim a jato.
    Amada, vê se não fica tanto tempo sem aparecer!
    Adorei essa noite, bela surpresa você fez.
    Um bom fim de semana, divirtam-se!
    Um beijo / carinho!!!

    ResponderExcluir
  3. Esqueci...e esses dois passarinho no ombro de Mariana? Que coisa mais linda!
    Você deve estar muito 'boba' com essa netinha...que criança linda!
    beijinho pra ela.

    ResponderExcluir
  4. Maria da Glória, que bom quando vemos entrar novidades aqui no teu blog. Texto lindo, desde a escritora italiana que marcou sua presença por aqui... Tua BABKA deu vontade de estar ai pra provar e saborear, batendo papo.

    Muito linda e tão bem mostrada e ensinada. E a parada, cores em profusão e alegrias ali não falta!
    E a Mariana? Não preciso falar!Apenas concordo com o teu babador...Ela é um amor!

    Gostei de tudo! Valeu! Ótimo fds,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  5. Oi Maria da Gloria, adorei tudo que li por aqui!!
    Nunca fiz esta combinação de laranja e canela mas vou providenciar rapidinho, o pão parece delicioso!
    Sua neta é uma graça!
    A frase e a passeata se casam perfeitamente, deixem viver as borboletas, já bastam as suas feridas para sobreviver em um mundo quase sempre hostil.Todas as vidas têm valor igual.
    Abração!

    ResponderExcluir
  6. Olá Maria Gloria!
    Sua neta Marian é adorável. Eu imagino como você a ama e mima!
    Costumo fazer pães. Eles estão com sementes de papoila, queijo ou geléia. Eu nunca fiz canela.
    Abraços e saudações de longe da Polônia.

    Hello Maria Gloria!
    Your granddaughter Marian is adorable. I imagine how you love and pamper her!
    I often make buns. They are with poppy seeds, cheese or jam. I've never done with cinnamon.
    Hugs and greetings from far away Poland.
    Lucja

    ResponderExcluir
  7. Dearest Maria Glória,
    That was an interesting story with some history search about how this delicious dessert, the Babka came about!
    Lovely photos.
    Hugs,
    Mariette

    ResponderExcluir
  8. Olá Maria Glória, espero que em São Paulo esteja tudo bem com o clima, pois aqui está uma total loucura. Calor, chuva, frio, granizo, tempestades elétricas de assustar e assim vamos levando a vida.
    Estivemos sábado com Milena, está cada vez mais linda.
    Este comentário é só uma passagem rápida para deixar um abraço, porém, vendo a receita da babka, há mais de um mês comprei uma babka no supermercado, que vem em caixinhas, porém era tanto chocolate que escorreu em minha barba e lembrei-me dos "espanhóis". De imediato fui para o banheiro lavá-la bem com xampu, pois aquele caso das barbas desgrenhadas com restos podres de comida também me deu nojo; kkk.
    Volto para comentar com mais tempo.
    Beijos a todos, lembrando que a Marianinha está uma graça, gostei muito dela com os "bichinhos" no ombro.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Olá Maria Gloria.
    Acabei de assistir na Netflix o filme sobre Bergoglio, o Papa Francisco, maravilhoso. Obrigado pela indicação. Valeu a tarde.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  10. Oi Maria Glória! Vendo o video pude conhecer sua simplicidade e beleza de alma. Minha querida, que menininha mais linda! Calor também me incomoda e muito. Aproveito para exaltar com respeito seu belo sorriso. A culinária está explendida! Grande beijo. Feliz fim de semana.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Maria Glória! Que bom ver nova postagem tua.
    Sabe que faço uma rosca onde a massa é bem parecida com essa, mas o recheio no lugar da canela, vai coco ralado.
    Mariana está linda e adorei seu vídeo, assim como as fotos.
    Vou procurar ler algo sobre a poetisa que citou, não conhecia.
    Um abraço
    Sônia

    ResponderExcluir
  12. Olá MG, caríssima amiga.
    Já andei dando uma bispada neste teu post. Comentei outras coisas, mas agora vamos a tal e belo trabalho. Diz o sábio Cortella que o conhecimento serve para encantar. Realmente o conhecimento e a cultura servem realmente para encantar e eu busco lá nos filósofos gregos o - “Quanto mais eu sei, mais eu sei que nada sei”-. Reconheço que nada sabia sobre Alda Merini, para tal fui atrás de informações e o pouco que aprendi foi o bastante para iniciar a conhecê-la mais, afinal ela possuía muitas obras que com uma atenta procura poderemos encontrar e enriquecer nosso conhecimento.
    Mudando da poesia para culinária, fiquei embevecido com a babka, deu-me tanta vontade de saboreá-la que saí à procura e visitando três excelentes padarias e dois supermercados não encontrei nada. Mesmo no Zaffari Bourbon não encontrei, falei com a chefe da padaria e ela me disse que haviam uma ou duas vezes comprado de outras empresas, mas que lá não fabricavam. Tempo atrás tive a sorte de ter encontrado uma com recheio de chocolate. Maravilha. Mas nunca mais encontrei. Talvez, através de tua maravilhosa receita, Liane, minha nora que é uma excelente doceira possa fazer. Depois hei de reclamar os meus mais de 90 kg.
    Achei linda tua participação com o Maridex na Parada Gay, no mínimo há de se ter respeito, pois são, como nós, seres humanos, porém o que me surpreende é que são exatamente os que se dizem religiosos e portadores das ditas palavras de deus, do amor, do perdão e blábláblá-blábláblá, que tanto ódio disseminam à eles e elas.
    Tire-me uma dúvida. Na segunda foto da Parada estás com Rodrigo Sant’Anna do Zorra Total com uma peruca vermelha? Ficou tri.
    Seguindo o roteiro, vejo Marianinha, que já havia comentado. Que linda e me parece que está com um dodói no joelhinho esquerdo e pelo visto está indo ou chegando da escola.
    Lindas fotos.
    Maria Glória e Dom Luiz, um grande abraço aos amigos.
    PS: Por indicação de Monica vi e recomendo ver no Youtube:
    TEMPERO DRAG ou http://www.youtube.com/chanel/UCZdJE8KpuFm6NRafHteic-g
    Vale a pena, muito inteligente.

    ResponderExcluir
  13. Olá, querida amiga Maria Glória!

    Tudo bem com vocês? Espero e quero k sim.
    Por aqui, tudo satisfatório, felizmente.

    O vídeo está mto natural e gostei mto de escutar tua voz.

    Não conhecia a escritora e poetisa Alda Merini, mas estive pesquisando sobre ela.

    Babka não sabia k existia, mas após ler teu post e tua receita, fiquei "babando".

    Festa é festa e tu e teu marido estão mto bem e felizes na parada gay.

    Mari ama animais e eles se dão mto bem com ela e nem periquito não foge! Ela está linda e expressiva nas fotos.

    Beijos, abraço e um bfds.

    ResponderExcluir
  14. Conhecendo o belo blog da Maria Glória, bem feito e construído, onde não falta atração para nós, blogueiros por vontade própria.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  15. Querida, vim para ver se tinha alguma coisa nova, não te preocupes, aguardo!
    Querida amiga, você é um sonho, uma delicadeza só, agradeço muito todos aqueles 9 carinhos deixados...
    Beijão, meu carinho!

    ResponderExcluir
  16. Maria Glória,
    Seu blog é muito bom!
    Bela lembrança de Alda Merini, ela é bárbara - FOREVER!
    Tenho frases dela no DOUG BLOG.

    "Não preciso de dinheiro.
    Preciso é de sentimentos
    de palavras, escolhidas sabiamente,
    de flores, como pensamentos,
    de rosas, como presenças,
    de sonhos, que habitem as árvores,
    de canções para as estátuas dançarem,
    de estrelas que murmurem ao ouvido dos amantes…
    Preciso de poesia,
    essa magia que queima o peso das palavras,
    que desperta as emoções e nos dá novas cores!"
    ______________________________________________
    Alda Giuseppina Angela Merini

    Passei a lhe seguir...
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  17. Seu blog continua fantástico.
    Beijos, Glorinha.

    ResponderExcluir