segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Bolo de Fubá Cozido e depois Assado




Eu gosto muito de bolo de fubá e este é diferente, bem rústico! Cheira a campo, montanhas!


Em uma primeira etapa ele é cozido na panela e depois vai para o forno.

O resultado é um bolo que não é seco e muito macio!





... um trombone que eu gostei de ouvir degustando uma fatia deste bolo com um cafezinho ... 




Bolo de Fubá Cozido e depois Assado 


2 xícaras de açúcar
2 xícaras de fubá (usei um não tão refinado, comprado no Mercado Central de Belo Horizonte) 
2 xícaras de leite integral 
3/4 de xícara de óleo (coloquei um pouquinho menos)
1 colher de chá de erva-doce (usei a colher cheia)
1 pitada de sal
4 ovos
1 colher de sopa de fermento em pó
Açúcar de especiarias (receita clique aqui)

Em uma panela, junte o açúcar, o fubá, o leite, o óleo, a erva-doce e o sal. Misture muito bem e depois leve ao fogo, mexendo sem parar, até desprender do fundo da penela. 


Então, desligue a chama do fogão e espere esfriar. 

Pré-aqueça o forno a 300º.

Unte uma forma com manteiga e polvilhe com o açúcar de especiarias, batendo bem a forma para evitar o excesso. Se não quiser usar o açúcar de especiarias, poderá polvilhar fubá ou somente açúcar. 

Bata com um fouet ou garfo os ovos e junte a mistura de fubá, misturando muito bem. Em seguida, junte o fermento, com a ajuda de uma peneira. Misture bem e acomode a massa na forma preparada e leve ao forno, na grelha alta, mantendo os 300º por 5 minutos, depois abaixe para 200º e asse até dourar, mas não esqueça de fazer o teste do palito.

Polvilhe o açúcar de especiarias, se for do seu gosto, sobre o bolo ainda quente. 

A imagem a seguir mostra o bolo apenas com metade polvilhada com o açúcar de especiarias, para que se veja bem, pela outra metade, como o bolo saiu do forno: 



Chef Guido Lunardini, do blog Sachet d'Épices me disse: "Bolo de fubá me trás as melhores lembranças de criança, quando a minha vó fazia este tipo de bolo para os netos".

E eu concordei, respondendo: "Bolo de fubá é mesmo como um álbum de fotografias! Cheio de memórias!"


Agora é só fazer um bom café e bom apetite! 




8 comentários:

  1. Imagino o cheirinho gostoso que se desprende, enquanto o bolo assa...
    O trombone, delícia de ouvir. (Não foi até o fim, mas conheço a música e amei ouvir).
    Beijo, Maria Gloria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um cheirinho bem gostoso de erva doce! Muitos aromas e sabores de Minas uái!
      Um beijo querida Lúcia

      Excluir
  2. .. esta receita é tão erudita como o doce de figo em calda, nada supera estas delícias. Obrigado Maria Gloria pela referência, um ósculo menina.
    guido lunardini

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só faltou o cafezinho ser de Minas Gerais!
      Beijo Guido!

      Excluir
  3. Hmmmmmmmmmmmmmissso pé bom demais e cairia bem agora, no café da manhã,rs bjs, lindo dia! chica

    ResponderExcluir
  4. É essa mesmo Maria Glória! Uma delícia e muito fácil de fazer...fica molhado e saboroso demais. Eu polvilho somente açúcar cristal quando sai do forno.... e já fiz sem erva-doce...fica bom na mesma....uma maravilha!!!
    Conta histórias sim senhora!!!!
    Beijão minha querida Anam Cara!

    ResponderExcluir