segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Galette de Banana






Eu gosto de galette pois são rústicas! A massa é divina! Leve!
Não é enjoativa e comer quase fria eu diria que é praticamente uma epifania! 
Deve ser assada no fogo bem baixo para que as bananas, que devem ser bem maduras, derretam!


... Zaz é uma jovem cantora francesa que tem uma alegria fantástica ... 




Galette de Banana

As galettes são feitas em toda a França, sendo muito comum na gastronomia da Bretanha.
Há galettes salgadas também e são muito saborosas! 




Massa
1 xícara de farinha de trigo peneirada
Meia xícara de farinha de trigo integral peneirada
3 colheres de sopa de açúcar 
2/3 xícara de manteiga sem sal gelada cortada em cubos 
4 colheres de sopa de água gelada
1 pitada de sal

Em uma vasilha, junte todos os ingredientes secos e misture. Junte a manteiga e com as mãos forme uma farofa. Então junte a água gelada e trabalhe com as mãos até a massa virar uma bola. Se a massa ficar mole, junte mais farinha, mas aos poucos, para que tudo se integre e forme a bola. Não trabalhe muito a massa. 
Envolva no filme de PVC ou no saco para alimentos e leve a geladeira por 30 minutos. 

Após o tempo de descanso da massa, pré-aqueça o forno a 200º.

Ajeite um bom pedaço de papel manteiga na bancada e abra a massa com o rolo ou com as mãos, como for melhor, em cima do papel manteiga, para facilitar o fechamento das bordas, bem como, para transferir a galette depois de montada para a forma onde será assada. Eu prefiro abrir com as mãos. Abra de forma que fique arredondada, mas não se esqueça que a galette é rústica, então não pede um forma arredondada tão perfeita. 

É uma massa fácil de trabalhar, amanteigada e quebradiça, sendo que os pedaços se unem facilmente. A cor acastanhada é por conta da farinha integral. 



Recheio e Montagem
5 bananas nanicas maduras, cortadas em meia lua
1 punhado de uvas passas 
Mistura de açúcar com especiarias - (clique aqui para ver a receita)
Raspas de casca de limão 
Sementes de kümmel ou erva doce 
Pimenta da jamaica ralada na hora (opcional)
Açúcar cristal para decorar 

Arrume as metades das bananas na na massa aberta, deixando as bordas livres. Distribua as uvas passas por cima das bananas, incluindo os espaços entre as bananas. Rale um pouco de casca de limão por cima e em seguida, distribua um pouco de kümmel. Rale a aromática pimenta da jamaica, se for usar, agora. Então pulverize, mas não muito, o açúcar com especiarias por cima de todo o recheio. Veja como ficou: 


Agora com o auxílio do papel manteiga, pois a massa é quebradiça, dobre as bordas para dentro da galette, com delicadeza, ficando assim: 


A pulverize um pouco de açúcar cristal só por cima das bordas. Não pulverize em cima do recheio, pois já tem o açúcar com especiarias: 


Pegue o papel manteiga com a galette e disponha na forma onde for assar. Eu usei uma forma de pizza. 
Leve para o forno, na grade mais alta e abaixe a temperatura para 180º.
A galette deve assar lentamente para as bananas derreterem. Não sei quanto tempo ficou, porém, depois de meia hora, cuidei com atenção. Quando a massa estava assada eu liguei o grill para dar um leve dourado por cima. Nunca descuide do grill! 

A galette está prontinha! 




Esta massa é muito saborosa, além de ter uma textura muito agradável. Derrete na boca!

A inspiração veio do 'panelaterapia.com', clique aqui para conhecer! Fiz a receita com algumas modificações, tanto na massa, quanto no recheio. 




Mes chers amis bon appétit!


A seguir, fachada de casa rural da Bretanha, França. Imagem do site 'Alma de Viajante', clique aqui para conhecer e ver mais imagens

A Bretanha é hoje em dia uma das seis nações celtas reconhecidas pela Celtic League, com a Escócia, a Irlanda, a Ilha de Man, o País de Gales e a Cornualha. By Wikipédia.

Imagem google imagens


"Crepe ou Galette: aqui (na Bretanha) a regra é clara: Crepe salgado é feito com farinha escura (trigo sarraceno) e é chamado de Galette. Crepe doce é feito com farinha branca e é chamado de Crepe." - Clique aqui para conhecer o site 'Eu Como Sim', no post Crepe – O primeiro pão francês" 


Imagem do site Eu Como Sim - clique na imagem para acessar o site


"Esta é a capela de St-Gildas, que fica na margem do Canal du Blavet na Bretanha, França. Criada como um celeiro de pedra na base de um penhasco rochoso, era um lugar sagrado dos druidas." - Fonte: Minilua.com - clique aqui para conhecer.

Imagem do site Minilua.com - clique na imagem para acessar o site




8 comentários:

  1. Maria Gloria, querida!
    Em primeiro ligar, feliz ano novo para você e toda a sua familia.
    Em segundo lugar, eu também gosto muito da Zaz, a voz dela transmite uma alegria e uma vivacidade que poucos conseguem.
    Estas "galettes" ou crepes, como são chamadas na Bretanha, feitas com trigo sarraceno são deliciosas. Estou testanto uma receita em casa, quando a massa ficar perfeita como nas creperias eu publico.
    Gosto tanto de vir aqui no seu blog, sempre tem coisas gostosas e imagens lindas que nos fazem viajar.
    Um beijo grande

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu fico imensamente feliz de recebê-la aqui Kati!
      Pelo que percebi, as férias foram maravilhosas!
      Ahhhhh espero que logo publique a sua receita com trigo sarraceno, pois ando pesquisando sobre ele.
      A Zaz é uma fonte de alegria!
      Beijos querida!

      Excluir
  2. Oi, Maria Glória!
    Uma das frutas que mais gosto é banana e por feliz coincidência, a alegria da voz da cantora que postou tem alguma relação com bananas, afinal, essas ajudam a combater a depressão :)
    Em casa a banana amadurece muito rápido por causa do calor e estou sempre aproveitando em receitas. Estou levando a sua!! :D
    Boa semana!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luma minha querida, gostei da combinação da banana com a Zaz, que é uma voz delícia de sentir!
      Quando fizer a massa, se ela ficar mole, junte um pouco mais de farinha, mas aos poucos, até dar o ponto. Comigo aconteceu isso e deu certo. Ficou só um pouco mole, não formava a bola e eu juntei um pouco de farinha e deu super certo. Esta massa tem muito sabor, dá para fazer bolachinhas com ela! Eu adorei!
      Uma boa semana para você também!
      Beijos! Prazer falar com você!

      Excluir
  3. O povo Celta é de uma beleza incrível, mantendo muito das tradições que são em parte da romá. Demos sorte amiga, as galetes da Bretanha, são la stesa cosa das galetes de Malta....maravilhosas.

    a de banana vai ter réplica.

    bjs muitos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhhh Malta, deve ser encantadora!
      Comprei trigo sarraceno e estou nas pesquisas e experimentos! Vamos ver! Até polenta vai sair!
      Beijos, muitos a todas!

      Excluir
  4. Essa receita deve ser uma delícia..{vou acabar ficando o dia todo na cozinha se quiser fazer todas elas}...mas imagino o aroma que fica na casa..adoro bananas... a Zaz é o máximo..muito especial... seu blog é igual...mesmo mesmo especial.
    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui a beleza (eu acho as galettes lindas e eu adoro tudo que é rústico) e o sabor são iguais!
      Claro, eu faço para você!
      Beijinhos!

      Excluir