quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Uova in Purgatorio - Ovos no Purgatório





Ovos no Purgatório, um prato muito, muito antigo! Delicioso, econômico e nutritivo! Fica pronto em pouquíssimo tempo, especialmente se fizer com sobra de molho de tomate, o que geralmente acontece numa segunda-feira, depois de uma bela pasta no almoço de domingo! Com sobra de ragù é um espetáculo!

Nasceu na 'Cucina Povera' Italiana, assim contava minha nonna, que quando era ainda jovem, na época da guerra lá na Itália, havia um ditador chamado por Il Duce, mais conhecido como Benito Mussolini ... tempos de muita fome, miséria e dificuldade. 

Contava ainda minha nonna, que todos da família trabalhavam como escravos e quando voltavam para casa, a mamma dela corria para preparar algo para todos comerem. Então, ela abria o guarda-comida e ajeitava o jantar com o que tinha, geralmente era pão com molho de tomate, lá na Itália é o pancotto.

O pão, já bem duro, era cortado em pequenos pedaços e esquentado no molho de tomate (divino, parecem uns nhoquinhos, mas tem que ser com pão italiano). E assim todos comiam. Quanto acontecia de ter ovos, era um manjar, pois no lugar do pão, os ovos eram escaldados no molho. E devoravam tudo com pão. 

Foi assim que eu aprendi a gostar e a fazer os famosos e antigos Ovos no Purgatório! Eu adoro com pão italiano ou com um arroz bem branquinho e uma saladinha de rúcula com finocchio: o bulbo da erva doce cortado em tirinhas! Madonna mia! Comida com história é a cozinha que eu mais gosto! Sente-se a alma! 

Fiz uma breve pesquisa para ter a explicação do nome Ovos no Purgatório. Mas não é difícil de entender: o molho é o inferno e os ovos as almas penadas, especialmente a clara, que quando se mistura com o molho faz lembrar o ectoplasma. Assim, os ovos lembram as almas da Divina Comédia de Dante Alighieri, tentando se desprender do inferno, representado pelo molho de tomate. 

Almas/ovos que estão presos entre o céu e o inferno/molho.

Meu lado italiano dramático refestelou-se aqui, vamos lá ... 

Ludovico Carracci - Um Anjo Liberta as Almas do Purgatório
Aproximadamente  ano 1610
By Wikimedia Commons

200 ml de passata di pomodoro - molho de tomate italiano, aquele da garrafinha de vidro
1 dente de alho picado
folhas de manjericão ou orégano
pimenta calabresa ou pimenta dedo de moça, sem semente, picada
pimenta preta para ralar
azeite
sal
3 ovos
queijo gruyère* ou parmesão ralados

*O queijo gruyère tem um sabor suave e adocicado e harmoniza muito bem com a acidez do tomate. Perfeito! 



Em uma frigideira, com um pouco de azeite de oliva e uma pitada de pimenta calabresa, frite o alho picado sem deixar dourar muito. Junte a passata di pomodoro, misture bem e deixe apurar um pouco. Salgue a gosto e junte as folhas de manjericão, misturando tudo muito bem. 

Quando estiver bem apurado e isto acontece em pouco tempo, pois a quantidade de molho é pequena e a passata já tem uma consistência mais densa, quebre os ovos em uma vasilha pequena ou pires e faça, com a colher, um depressão no molho e ajeite o ovo com muito cuidado para não quebrar a gema. Repita a operação com os outros dois ovos. 

Mantenha a chama do fogo média e se a clara ainda estiver crua, faça um buraquinho na parte crua, isso agilizará o cozimento e manterá a gema mole. Use uma tampa e mantenha semi-tampado. O cozimento é bem rápido e não tire a atenção, pois se a gema endurecer, ficará com consistência de ovo cozido e perde toda a graça, terribile, una tristezza

Quanto estiver pronto, rale pimenta preta por cima dos ovos e pulverize o queijo ralado.    


Muitas vezes faço um ovinho no purgatório para o lanche, assim: não havia pão italiano, ohhhhhh, foi com pão de forma mesmo, integral, tostado na frigideira com azeite e alho e quando estiver tostadinho, tire o pão da frigideira.

Sabe aquele molho de tomate que sobrou? Põe um pouco de molho na mesma frigideira, espere aquecer bem e quebre amorosamente um ovo e deixe lá, o ovo deve ficar com a gema molinha e a certo ponto, rale pimenta e junte um pouco de queijo, depois põe o ovo com o molho no pão.



Faça um par de bruschettas e mangiare, porque sandwich é coisa de americano, risos. 



Janeiro de 2014, com um pouco de funghi secchi ralado por cima dos ovos, muito perfumado: 


Uova in Purgatorio con Zucchine - Ovos no Purgatório com Abobrinha, clique para ver a receita desta versão gourmet: 





8 comentários:

  1. Puxa,. até já comi,mas não sabia o nome e a história! Legal!Aprendendo contigo! beijos,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Chica ... o que vem do povo é sempre muito criativo!
      Beijocas, sempre!

      Excluir
  2. Adorei a receita e a ilustração desse belo texto. Esta é uma refeição simples, mas uma das minha preferidas. O molho de tomate bem caprichado e um ovo fresco formam um prato completo e delicioso. Coisa boa mesmo!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também é uma das minhas refeições preferidas Kati! Gosto muito com pão.
      É a simplicidade cheia de sabor!
      Beijos

      Excluir
  3. Oi, Maria Glória!
    Não sei se foi esse prato que comi, mas o pão a gente partia e molhava no ovo, como se faz com uma sopa. Sabe que sou gulosa e só preciso de mais um motivo para comer!! Hahahaha nem tanto! :)
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estes ovos com pão ... hummmm! Uma gostosa refeição, que conforta!
      E eu também sou gulosa e nem sei se preciso de motivo para comer ... kkkkkkkkk
      Beijinhos Luma!

      Excluir
  4. hummmmm que deliciaaaa!!! otimo para um lanchinho da tarde!!! Duvida: os ovos tem que ser fritos no meio do molho de tomate mesmo? Se eu fizer o ovo separado do molho fica muito diferente? Pergunto isso porque nao sou uma cozinheira de mao cheia e tenho receio de nao conseguir e estragar os ovos e o molho....kkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luciana!
      Os ovos são escaldados no molho de tomate! São colocados crus direto no molho bem quente. Se fizer separado não serão ovos no purgatório, serão ovos fritos acompanhados de molho de tomate.
      Faça como expliquei acima que não tem erro!
      Beijinho!

      Excluir