terça-feira, 24 de setembro de 2013

Clafoutis de Damasco




A Clafoutis é uma clássica sobremesa da cozinha francesa, onde fruta e creme unidos combinam um delicioso sabor delicado. É leve e, para o meu paladar, especialmente deliciosa quando morna!

Fácil de fazer e o resultado pode até impressionar!

Originalmente, a fruta é a cereja fresca e inteira marinada algumas horas em uma bebida chamada Kirsch, com sabor suave e frutado: "uma bebida resultante da destilação de suco fermentado de uma cereja negra, típica da Alemanha. Apresenta coloração muito clara, pois não é envelhecida em carvalho, e ao contrário dos licores de cereja, não é doce." - By Wikipédia

Faço clafoutis de cereja, de maçã, de pera e até de banana com uvas passas. Gostamos muitíssimo de damasco seco. Geralmente faço com a fruta que está no ponto na fruteira e, as vezes, uso rum. 





Damasco seco cortado em dois pedaços para forrar o fundo de um pirex de 21 por 21 cm
2 ovos 
1 gema
200 ml de creme de leite  
250 ml de leite integral
50 gramas de amido de milho
120 gramas de açúcar
1 colher de chá de extrato de baunilha
1 pitada de sal

Unte o pirex com manteiga. Polvilhe açúcar com especiarias para formar um leve caramelo enquanto a clafoutis estiver assando: em uma vasilha pequena, junte açúcar, canela, cravo e noz-moscada moídos e misture bem. Eu não tenho medidas, pois faço a olho, sendo que o cravo e a noz-moscada devem ser em quantidades pequenas. 


Eu sempre faço uma quantidade maior e deixo dentro de um vidro bem fechado na geladeira, para usar quando necessário. A mistura que eu faço fica meio escurinha - vide foto acima - para sentir bem os sabores das especiarias.

Pré-aqueça o forno a 180º e ajeite os pedaços damasco no pirex (já untado e polvilhado com o açúcar de especiarias) um ao lado do outro, até forrar todo o fundo do pirex. Reserve.  

Bata os ovos, a gema e a baunilha preferencialmente com um fouet, até espumar um pouco. Já usei a batedeira neste processo, o que deixa e mistura muito rala. O fouet deixa o creme com uma textura deliciosa na boca e não é necessário bater muito. É uma sobremesa rápida de fazer e muito prática. 

Junte o açúcar e bata até dissolver bem. Agora junte o creme de leite e o amido de milho e bata a cada adição. Em seguida a pitada de sal e o leite batendo só para misturar bem.

Deite a mistura dos ovos delicadamente em cima dos damascos partidos e leve ao forno, mantendo os 180º até dourar. 

Quando o creme firmou, já estava com um leve dourado. Mas eu usei a função grill para um dourado mais bonito. Prontinho, ficou assim:


Enquanto assava, perfumava toda a casa. Quem gosta, pode-se comer gelada.  


A inspiração veio da Elvira, da lha Terceira, Açores, Portugal. Apenas diminui um pouquinho a quantidade de açúcar. Veja aqui no Elvira's Bistrot, clique aqui!


E outro dia, feita com cerejas do meu jardim:







8 comentários:

  1. Nooooooossa! Te mete!Que mulher chique!! Adorei!! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta sobremesa é para fazer bonito e acharem que você ficou o dia inteiro na cozinha ... kkkkkkkk
      Beijão minha Chic a querida!

      Excluir
  2. Fico muito feliz por gostar da receita. :)
    Beijinhos dos Açores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há muito que faço esta receita!
      Todos aqui gostam!
      Um beijinho Elvira!

      Excluir
  3. Muito boa a receita Maria Glória, minha querida.
    Vou experimentar fazer um dia.
    Ando com pouca vontade de mexer na cozinha..você deve imaginar o porque disso. Mas passa...
    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu faço para você Astrid! Vamos comer juntas com um cafezinho ... hummm!

      Excluir
  4. Delícia!
    A foto de capa é simplesmente maravilhosa, Maria Gloria. Seu fotógrafo é muito bem.
    Beijo e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lucinha!
      Feliz dia das mães! E nonnas que somos!
      Realmente esta foto ficou show! O maridex caprichou!
      Um beijo querida!

      Excluir